Educação Integral - Fotos

Movimento Maker

O Movimento Maker faz parte de uma cultura contemporânea fortemente baseada em
tecnologias, representando uma extensão da cultura DIY (do it yourself – faça você mesmo),
onde as pessoas constroem seus próprios objetos, sejam por necessidade, hobby ou prazer.

Trata-se de um movimento de convergência das habilidades de programadores de computador
com as de artesãos em processos criativos interessados na construção de programas e
dispositivos inéditos em detrimento da manipulação de dispositivos ou programas já existentes.

Em geral, os interesses típicos da cultura do Movimento Maker incluem atividades orientadas
para a engenharia, tais como: eletrônica, robótica, a impressão 3D e o uso de ferramentas
controladas por computadores integrando-as com atividades costumeiras, tais como a
metalurgia, marcenaria e as artes e ofícios tradicionais, com forte foco sobre o uso e a
aprendizagem de habilidades práticas.

O Movimento Maker tem atraído o interesse dos educadores preocupados em produzir
abordagens para um aprendizado mais participativo, que torne os temas estudados mais vivos
e relevantes para os alunos, principalmente nas disciplinas do eixo das ciências, tecnologia,
engenharia e matemática, consideradas chaves para o sucesso do cidadão no século XXI.

Programas educativos voltados para o Movimento Maker, normalmente, estão ambientados
em espaços de criação (makerspaces), ou seja, áreas destinadas ao exercício da criatividade
através da execução de atividades de múltiplas naturezas, podendo ser introduzidos nas
escolas como parte integrante do currículo ou através de projetos de educação científica para
grupos de interesse. Em ambos os casos, esses projetos podem ser propostos para crianças
desde a Educação Infantil até os jovens do Ensino Médio.

Outras Galerias

Regimento Interno 2019

Lista de Materiais